Cidadãos afetados

Confira as verbas e recursos disponibilizados para você.

LEGENDA

Verba ou recurso destinado aos munícipios em:

Situação de Emergência

Estado de Calamidade Pública

Não especificado ou todos os municípios

VERBAS E INCENTIVOS DESTINADOS À EDUCAÇÃO

Para quem não conseguiu se inscrever no período regular, o MEC está reabrindo as inscrições do Encceja 2024 para residentes no Rio Grande do Sul.

Veja como funciona a reabertura:

Período de inscrições: 13 a 24 de maio de 2024

Quem pode se inscrever: residentes no Rio Grande do Sul que não tiveram a oportunidade de se inscrever no período regular.

Como se inscrever: http://enccejanacional.inep.gov.br/ e siga as instruções.

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CPF;
  • Endereço completo;
  • E-mail válido;
  • Taxa de inscrição: R$ 85,00;
  • Pagamento da taxa: de 27 de maio a 12 de junho de 2024;
  • Solicitações: tratamento pelo nome social: Até 7 de junho de 2024;
  • Atendimento especializado: Até 7 de junho de 2024;
  • Data da prova: 25 de agosto de 2024;
  • Locais de prova: serão informados no Cartão de Confirmação de Inscrição.

 

Mais informações: Edital do Encceja 2024: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/encceja/publicado-edital-do-encceja-2024

Central de Atendimento do Encceja: 0800 6161 6161

Para quem não conseguiu se inscrever no período regular, o MEC está reabrindo as inscrições do Encceja 2024 para residentes no Rio Grande do Sul.

Veja como funciona a reabertura:

Período de inscrições: 13 a 24 de maio de 2024

Quem pode se inscrever: residentes no Rio Grande do Sul que não tiveram a oportunidade de se inscrever no período regular.

Como se inscrever: http://enccejanacional.inep.gov.br/ e siga as instruções.

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CPF;
  • Endereço completo;
  • E-mail válido;
  • Taxa de inscrição: R$ 85,00;
  • Pagamento da taxa: de 27 de maio a 12 de junho de 2024;
  • Solicitações: tratamento pelo nome social: Até 7 de junho de 2024;
  • Atendimento especializado: Até 7 de junho de 2024;
  • Data da prova: 25 de agosto de 2024;
  • Locais de prova: serão informados no Cartão de Confirmação de Inscrição.

 

Mais informações: Edital do Encceja 2024: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/encceja/publicado-edital-do-encceja-2024

Central de Atendimento do Encceja: 0800 6161 6161

As escolas públicas e privadas de educação básica e superior têm algumas opções de flexibilização para lidar com o calendário escolar, neste momento de situação excepcional vivida do Rio Grande do Sul. Aqui estão as principais permissões e ações que as escolas podem adotar:

  • Não cumprir os dias letivos obrigatórios: isso significa que as escolas terão mais tempo para recuperar as aulas perdidas e garantir que os alunos tenham acesso a todo o conteúdo curricular;
  • Adotar a modalidade de currículo ininterrupto de duas séries ou anos escolares ininterruptos: essa modalidade permite que os alunos avancem para a próxima série ou ano letivo mesmo que não tenham cumprido todos os dias letivos obrigatórios;
  • Realizar aulas de recuperação: as escolas poderão oferecer aulas de recuperação para os alunos que precisarem;
  • Oferecer atividades extracurriculares: as escolas poderão oferecer atividades extracurriculares para complementar a aprendizagem dos alunos;
  • Como as escolas podem solicitar a flexibilização do calendário escolar? As escolas devem consultar as normas e orientações específicas do Conselho Nacional de Educação (CNE) e das Secretarias de Educação Estaduais e Municipais.

 

O que os pais e responsáveis devem fazer?

  • Os pais e responsáveis devem conversar com a escola de seus filhos para saber como a flexibilização do calendário escolar será aplicada.
  • É importante acompanhar o andamento das aulas e o desempenho dos alunos.
  • Em caso de dúvidas, os pais e responsáveis podem procurar a escola ou a Secretaria de Educação.

O Desenrola Fies é um programa de renegociação de dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que oferece condições especiais para que os estudantes possam quitar ou parcelar suas dívidas, permitindo que retomem ou concluam seus cursos superiores.

 

Objetivo: Flexibilização. A proposta visa estender por três meses o prazo para adesão à renegociação, que inicialmente se encerraria em 31 de maio de 2024. Com a prorrogação, os estudantes terão até 31 de agosto de 2024 para aderir ao programa.

 

Fonte: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-n-59-de-23-de-maio-de-2024-562748158

 

Canais de atendimento do Desenrola Fies

 

MEC e FNDE:

Acesse o portal Fale Conosco.

 

Entre em contato pelo telefone 0800 616161.

Enem 2024: moradores do RS têm até 14 de junho para inscrição e isenção do Enem

Os moradores do Rio Grande do Sul (RS) terão até o dia 14 de junho para se inscrever no Enem 2024.

 

Os candidatos também terão a taxa de inscrição isenta (inclusive nos casos de justificativa de ausência, na edição de 2023, reprovada).

 

Mutirão Enem
O Mutirão Enem 2024 começou em 10 de junho. O objetivo do Mutirão Enem 2024 é garantir que todos os estudantes do terceiro ano do Ensino Médio das escolas estaduais participem da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

No Dia E, 12 de junho, todas as instituições de Ensino Médio da Rede Estadual realizarão um mutirão de inscrições. A proposta é que cada escola organize equipes de mobilização, que passarão em salas de aula para verificar e estimular as inscrições dos alunos. Também está prevista a montagem de estações de inscrições em áreas comuns, como pátios ou lugares cobertos, facilitando o acesso dos candidatos.

 

Quais são as datas das provas do Enem 2024?

As provas do Enem 2024 serão aplicadas em 3 e 10 de novembro.

 

Fonte: Mutirão Enem 2024 mobiliza Rede Estadual de Ensino para inscrever estudantes gaúchos no exame – Portal do Estado do Rio Grande do Sul

 

Fonte: Enem 2024: moradores do RS terão período extra de inscrição — Ministério da Educação (www.gov.br)

A presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) autorizou a prorrogação excepcional das bolsas de mestrado e doutorado para os programas de pós-graduação no Rio Grande do Sul devido ao estado de calamidade pública.

 

As bolsas de mestrado e doutorado poderão ser prorrogadas por até 2 meses além do prazo máximo estipulado para cada modalidade.

 

Mais informações em:PORTARIA-CAPES-No-142-DE-10-DE-MAIO-DE-2024-PORTARIA-CAPES-No-142-DE-10-DE-MAIO-DE-2024-DOU-Imprensa-Nacional.pdf (ufrgs.br)

VERBAS E INCENTIVOS DESTINADOS À SAÚDE

Uma das ações do Sistema de Tecnologia de Informação e Comunicação para a saúde do Rio Grande do Sul foi criar o Pronto-Socorro Virtual.

Quem pode usar o Pronto-Socorro Virtual?

O PSV é acessível a toda a população do Rio Grande do Sul, desde crianças até adultos.

É ideal para casos de urgência e emergência que não necessitem de atendimento presencial imediato, como:

  • Sintomas de gripe, resfriado ou Covid-19
  • Dores de cabeça, garganta ou no corpo
  • Alergias
  • Problemas digestivos
  • Infecções urinárias
  • Diarreia
  • Conjuntivite
  • Renite
  • Outros sintomas leves

Como acessar o Pronto-Socorro Virtual?

Para acessar o PSV, você precisa seguir estes passos:

Pelo computador:

Uma das ações do Sistema de Tecnologia de Informação e Comunicação para a saúde do Rio Grande do Sul foi criar o Pronto-Socorro Virtual.

Quem pode usar o Pronto-Socorro Virtual?

O PSV é acessível a toda a população do Rio Grande do Sul, desde crianças até adultos.

É ideal para casos de urgência e emergência que não necessitem de atendimento presencial imediato, como:

  • Sintomas de gripe, resfriado ou Covid-19
  • Dores de cabeça, garganta ou no corpo
  • Alergias
  • Problemas digestivos
  • Infecções urinárias
  • Diarreia
  • Conjuntivite
  • Renite
  • Outros sintomas leves

Como acessar o Pronto-Socorro Virtual?

Para acessar o PSV, você precisa seguir estes passos:

Pelo computador:

Novas tendas de saúde instaladas em Porto Alegre e Eldorado do Sul ampliam atendimento à população. Nas tendas, são ofertados serviços de atendimento clínico e psicossocial. Os espaços contam com médico, enfermeiro, técnico em enfermagem, psicólogo e assistente social. Os profissionais disponíveis podem variar conforme cada município.

 

Horário de funcionamento:

 

As tendas de campanha atendem das 8h às 17h.

 

Endereços das tendas em Porto Alegre e Eldorado do Sul:

 

Porto Alegre:  

Humaitá (R. Frederico Mentz, 143)

Sarandi (Av. 21 de abril, praça Lamadosa).

 

Eldorado do Sul

Unidade de Saúde Loteamento (R. Antônio Mariante – Lot. Popular)

Unidade de Saúde Cidade Verde (R. Batori José Rodrigues dos Santos, 75).

 

Fonte: https://estado.rs.gov.br/novas-tendas-de-campanha-sao-instaladas-em-eldorado-sul-e-porto-alegre

VERBAS E INCENTIVOS DESTINADOS À HABITAÇÃO

O Auxílio Reconstrução é um benefício financeiro destinado a auxiliar famílias de baixa renda que tiveram suas casas danificadas ou destruídas por desastres naturais no Sul do país.

 

Quem Pode Solicitar:

  • Famílias com renda mensal bruta familiar de até R$ 5.600,00.
  • Famílias que residem em municípios em situação de calamidade pública ou emergência reconhecida pela Defesa Civil.
  • Famílias que tiveram suas casas danificadas ou destruídas por desastres naturais, como inundações, enxurradas, vendavais, deslizamentos de terra, etc.

 

Valor do Auxílio:

O valor do auxílio varia de acordo com o grau de dano à residência:

  • Dano parcial: R$ 5.000,00
  • Dano total: R$ 10.000,00

Famílias com gestantes ou membros com deficiência: acréscimo de R$ 500,00 ao valor do auxílio.

Como Solicitar:

  • A partir de 20 de junho de 2024, o auxílio poderá ser solicitado pelos cidadãos que se enquadram nos requisitos.
  • A solicitação poderá ser feita de forma presencial ou online:
    • Presencial: Através dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos municípios afetados.
    • Online: Plataforma digital que será disponibilizada pelo Governo Federal. Aguarde atualização.

 

Documentação Necessária:

  1. Documento de identidade civil de todos os membros da família;
  2. CPF de todos os membros da família;
  3. Comprovante de residência atualizado;
  4. Certidão de nascimento dos filhos menores;
  5. Laudo técnico emitido pela Defesa Civil ou por engenheiro civil atestando o dano à

residência;

  1. Comprovante de renda de todos os membros da família;
  2. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) atualizada de todos os membros da família em idade de trabalhar;
  3. Certidão de casamento ou união estável;
  4. Comprovante de conta bancária em nome do titular do Cadastro Único (CadÚnico).

Prazo para Solicitação:

  • O prazo para solicitar o auxílio será de 90 dias a partir da data da publicação da portaria que define os municípios em situação de calamidade pública ou emergência.

Pagamento do Auxílio:

  • O auxílio será depositado em conta bancária em nome do titular do CadÚnico.
  • As famílias poderão sacar o valor do auxílio em caixas eletrônicos ou utilizar o cartão para compras e pagamentos.

Importante:

  • O auxílio é destinado exclusivamente à reconstrução da residência danificada pelo desastre natural.
  • É importante manter em dia a documentação necessária para solicitar o auxílio.
  • Em caso de dúvidas, procure os canais de atendimento da Defesa Civil ou do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Recursos Úteis:

Clique aqui e saiba mais. 

O Auxílio Reconstrução é um benefício financeiro destinado a auxiliar famílias de baixa renda que tiveram suas casas danificadas ou destruídas por desastres naturais no Sul do país.

 

Quem Pode Solicitar:

  • Famílias com renda mensal bruta familiar de até R$ 5.600,00.
  • Famílias que residem em municípios em situação de calamidade pública ou emergência reconhecida pela Defesa Civil.
  • Famílias que tiveram suas casas danificadas ou destruídas por desastres naturais, como inundações, enxurradas, vendavais, deslizamentos de terra, etc.

 

Valor do Auxílio:

O valor do auxílio varia de acordo com o grau de dano à residência:

  • Dano parcial: R$ 5.000,00
  • Dano total: R$ 10.000,00

Famílias com gestantes ou membros com deficiência: acréscimo de R$ 500,00 ao valor do auxílio.

Como Solicitar:

  • A partir de 20 de junho de 2024, o auxílio poderá ser solicitado pelos cidadãos que se enquadram nos requisitos.
  • A solicitação poderá ser feita de forma presencial ou online:
    • Presencial: Através dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos municípios afetados.
    • Online: Plataforma digital que será disponibilizada pelo Governo Federal. Aguarde atualização.

 

Documentação Necessária:

  1. Documento de identidade civil de todos os membros da família;
  2. CPF de todos os membros da família;
  3. Comprovante de residência atualizado;
  4. Certidão de nascimento dos filhos menores;
  5. Laudo técnico emitido pela Defesa Civil ou por engenheiro civil atestando o dano à

residência;

  1. Comprovante de renda de todos os membros da família;
  2. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) atualizada de todos os membros da família em idade de trabalhar;
  3. Certidão de casamento ou união estável;
  4. Comprovante de conta bancária em nome do titular do Cadastro Único (CadÚnico).

Prazo para Solicitação:

  • O prazo para solicitar o auxílio será de 90 dias a partir da data da publicação da portaria que define os municípios em situação de calamidade pública ou emergência.

Pagamento do Auxílio:

  • O auxílio será depositado em conta bancária em nome do titular do CadÚnico.
  • As famílias poderão sacar o valor do auxílio em caixas eletrônicos ou utilizar o cartão para compras e pagamentos.

Importante:

  • O auxílio é destinado exclusivamente à reconstrução da residência danificada pelo desastre natural.
  • É importante manter em dia a documentação necessária para solicitar o auxílio.
  • Em caso de dúvidas, procure os canais de atendimento da Defesa Civil ou do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Recursos Úteis:

Clique aqui e saiba mais. 

VERBAS E INCENTIVOS DESTINADOS AO SOCIAL

A Receita Federal anunciou que os declarantes que residem nos municípios afetados do Estado e têm direito à restituição receberão o pagamento em junho.

 

Outras medidas foram a prorrogação dos prazos de recolhimento de tributos e da entrega das declarações.

 

Clique aqui e saiba mais.

A Receita Federal anunciou que os declarantes que residem nos municípios afetados do Estado e têm direito à restituição receberão o pagamento em junho.

 

Outras medidas foram a prorrogação dos prazos de recolhimento de tributos e da entrega das declarações.

 

Clique aqui e saiba mais.

Agora em maio será viabilizada a antecipação das parcelas do Abono Salarial 2024 referente aos meses de junho, julho e agosto para todo o estado do Rio Grande do Sul, cujo estabelecimento empregador esteja no estado do RS.

 

Valor médio da parcela é de R$1.075,23.

 

O pagamento também ocorrerá automaticamente na mesma conta bancária já cadastrada no FGTS, após publicação de Resolução do CODEFAT, não sendo necessária manifestação ou solicitação por parte do beneficiário.

 

Mais informações estão disponíveis no aplicativo da Carteira Digital de Trabalho e no https://www.gov.br/pt-br

Para quem já está recebendo o Seguro-Desemprego, o MTE vai liberar mais duas parcelas.

A média do valor da parcela é de R$1.782,50.

 

A aprovação do beneficiário é feita de forma automática quando o município registra o estado de calamidade pública.

 

Clique aqui e saiba mais.

O pagamento de maio do Programa Bolsa Família para beneficiários de todos os municípios do Rio Grande do Sul foi unificado para o primeiro dia do calendário: sexta-feira (17.05).

 

Não será necessário esperar a data informada inicialmente, que segue o calendário escalonado conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

As ações inicialmente são válidas por dois meses.

 

Para que a antecipação aconteça, é necessário que o gestor do município solicite a antecipação junto ao MDS.

 

Saque sem cartão

 

Para os beneficiários que perderam seus documentos, foi autorizado o saque sem cartão e sem documentos, usando apenas a Declaração Especial de Pagamento emitida pela gestão municipal.

 

Prazos de atualização cadastral e repercussão

 

Prorrogados os prazos de atualização cadastral e repercussão nos benefícios do Bolsa Família para as famílias incluídas nos processos de Averiguação Cadastral e Revisão Cadastral.

As ações são autorizadas mediante ofício e e-mail encaminhados pela coordenação estadual ao MDS.

 

Clique aqui e saiba mais.

O governo liberou o acesso ao Saque Calamidade FGTS aos trabalhadores e trabalhadoras de todos os municípios do Rio Grande do Sul.

 

O benefício deve ser solicitado através do app do FGTS ou de agências da caixa.

 

A solicitação ao saque por Calamidade poderá ser realizada até 90 dias depois da publicação da portaria do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional reconhecendo a situação de emergência ou o estado de calamidade pública.

 

Clique aqui e saiba mais.

O INSS vai antecipar o pagamento do BPC de junho para maio para quem reside nos municípios do Rio Grande do Sul atingidos pela enchente. Com isso, os pagamentos que seriam em 24 de junho serão pagos juntamente com os de maio. O calendário de pagamentos vai de 24 de maio a 7 de junho.

 

O valor do BPC é de 1 salário mínimo, equivalente a R$ 1.412,00.

 

O valor será disponibilizado desde que o beneficiário solicite o adiantamento no banco onde recebe, mediante assinatura de termo de opção.

 

Clique aqui e saiba mais.

Serão pagos em parcela única R$ 2,5 mil para unidades familiares desabrigadas ou desalojadas em consequência dos eventos climáticos.

Confira os requisitos para ter direito ao benefício:

  • a família ter sido desabrigada ou desalojada em razão de eventos climáticos adversos ocorridos entre 1º de janeiro e 31 de maio de 2024, conforme o Decreto 57.607;
  • residir em município com Decreto de Situação de Emergência ou Calamidade Pública homologado pelo governo do Estado;
  • ter formulário de cadastro incluído pelas equipes de Assistência Social municipais no site do programa;
  • constar no Cadastro Único (CadÚnico) na condição de pobre ou extremamente pobre, mesmo com a inscrição sendo realizada após os eventos climáticos.

Como solicitar?

No momento, o formulário para solicitar o Benefício Volta por Cima não está disponível online. A inscrição para o benefício é feita exclusivamente pelas equipes de Assistência Social dos municípios atingidos pelas chuvas.

  1. Para saber como se cadastrar, você deve entrar em contato com a Secretaria de Assistência Social do seu município.
  1. Informar que deseja se cadastrar para o Benefício Volta por Cima.
  2. Apresentar os documentos necessários.

Importante: Cidadãos não podem se cadastrar diretamente no portal, pois apenas as equipes municipais têm acesso ao formulário. Busque mais informações junto a Secretaria Municipal de Assistência Social ou congêneres do seu município.

Clique aqui e saiba mais.

O governo do Estado anunciou a antecipação de metade do 13º salário para os servidores públicos estaduais, para pagamento até 15 de junho.

 

Fonte: https://estado.rs.gov.br/governo-antecipa-metade-do-13-salario-destina-recursos-para-hospitais-e-reforca-seguranca

O Ministério da Educação (MEC) autorizou a antecipação do 13º salário para os trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) no Rio Grande do Sul. A iniciativa faz parte de um pacote de ações do MEC e da Ebserh para dar apoio aos hospitais universitários federais da região.

 

Quem será beneficiado?

 

A medida beneficiará 3.147 empregados públicos lotados em três unidades: Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Maria (HUSM-UFSM), Hospital Universitário da Universidade Federal de Rio Grande (HU-Furg) e Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel).

 

Fonte: MEC antecipa 13º salário de trabalhadores da Ebserh no RS — Ministério da Educação (www.gov.br)

O “Devolve ICMS” é um programa no Rio Grande do Sul que combate a regressividade tributária, devolvendo parte do ICMS pago por pessoas de baixo poder aquisitivo.

 

Ao incluir o CPF nas compras, os beneficiários recebem uma parcela fixa estimada mais uma variável, baseada na renda e consumo real. Além de mitigar a injustiça fiscal, o programa promove a cidadania fiscal ao incentivar a emissão de notas fiscais. Financiado pelo estado, ele busca aumentar a transparência e a participação dos cidadãos na arrecadação de impostos.

 

Quem se beneficia?

O programa é direcionado a famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) que recebem o Bolsa Família ou possuem um familiar matriculado no ensino médio público estadual do RS. As famílias devem ter renda mensal de até três salários mínimos ou renda per capita inferior a meio salário mínimo. O responsável familiar deve residir no estado e manter o CPF ativo

 

Como receber os valores?

Através do Cartão Cidadão

 

Onde retirar o cartão?

Em Porto Alegre, o cartão pode ser retirado na Av. Borges de Medeiros, 521, no Centro Histórico, conforme o calendário de pagamentos.

 

O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h.No interior, a entrega é feita por agências do Banrisul designadas em cada cidade, que podem ser conferidas na listagem.

 

Clique aqui para conferir os pontos de distribuição na sua cidade.

Emissão de novas certidões

 

As vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul poderão solicitar certidões de nascimento, casamento e óbito gratuitamente em quatro postos fixos de atendimento extraordinário, além dos cartórios que estão em condições de operação.

 

Onde estão localizados os pontos de atendimento emergenciais e quando funcionam?

  • 3º pavimento do Shopping João Pessoa (no bairro Farroupilha), no posto do Tudo Fácil Zona Nort
  • Shopping Walling (bairro Passo D´Areia)
  • Foro Regional do Paternon (bairro Paternon)
  • Shopping Total, no bairro Independência.

A solicitação e a emissão de certidões de nascimento, casamento e óbito continua sendo gratuita nesses locais.

Os postos fixos funcionam das 13h às 18h e os cartórios prestam os serviços das 9h às 17h30.

 

Quais entidades coordenam essa mobilização?

A Corregedoria Nacional de Justiça, a Corregedoria-Geral de Justiça do Rio Grande do Sul CGJ/RS, a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil) e a Arpen-RS coordenam o programa.

 

Como será disponibilizado o serviço de solicitação de certidões pela internet?

A partir de 31 de maio, a Central de Informações do Registro Civil (CRC) contará com o módulo SOS RS para esses pedidos, com prazos e critérios a serem definidos pela Corregedoria Nacional de Justiça.

 

Confira a lista de serviços que estarão disponíveis:

Governo firma acordo para garantir que vítimas das enchentes tenham acesso a documentos gratuitos – Portal do Estado do Rio Grande do Sul

 

Fonte: https://www.cnj.jus.br/postos-fixos-passam-a-receber-pedidos-de-emissao-de-certidoes-a-atingidos-no-rs/

O governo do Rio Grande do Sul criou a conta SOS Rio Grande do Sul para receber doações em dinheiro via PIX e ajudar as vítimas das enchentes que atingiram o estado.

 

O cartão funciona como um vale-alimentação, permitindo que as pessoas afetadas comprem alimentos e itens essenciais. O valor creditado pode variar e é destinado exclusivamente para uso em estabelecimentos que aceitam o benefício.

 

Para quem está disponível o benefício?

 

Moradores de Canoas, Eldorado do Sul, Rio Grande e Santa Maria com direito a receber as doações feitas por pix terão seus cartões com R$ 2 mil creditados na segunda (10/6) e terça-feira (11/6). Ao todo, serão 8.314 beneficiados nos quatro municípios. Em razão do número de pessoas, em Canoas o atendimento ocorrerá nos dois dias.

 

Clique aqui e confira se você tem direito ao auxílio: https://fpae01.pro.rs.gov.br/auxilio.php?grupo=20

 

Confira locais e horários em: https://www.estado.rs.gov.br/semana-comeca-com-entrega-de-8-314-cartoes-de-doacoes-via-pix

O governo do Estado, por meio da Secretaria do Esporte e Lazer (SEL), realizou, na segunda-feira (10/6), a primeira entrega de cestas básicas a atletas gaúchos atingidos pelas enchentes.

 

A ação ocorreu em Canoas, no Centro de Referência do Paradesporto Brasileiro, local que está retomando as atividades esportivas após as cheias.

 

Onde é feito o cadastramento?

A SEL é responsável pela identificação dos beneficiados e pela distribuição das cestas. O cadastro deve ser realizado por meio de formulário digital. A partir dos dados coletados, será feito um mapeamento das regiões mais atingidas e serão criados centros de distribuição no interior do Estado, com o auxílio das federações esportivas e secretarias municipais.

 

Link para o formulário de cadastro 

 

 

Onde serão as entregas?

 

Em Porto Alegre, as entregas serão realizadas no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete). As datas serão divulgadas à medida que os formulários forem preenchidos.

 

Fonte: https://estado.rs.gov.br/governo-realiza-primeira-entrega-de-cestas-basicas-para-atletas-afetados-pelas-enchentes

O governo do Rio Grande do Sul simplificou o processo de solicitação da carteira de identidade. Veja como fazer:

 

  1. Acesse o link: https://www.rs.gov.br/carta-de-servicos/servicos?servico=498
  2. Agende a emissão escolhendo a cidade, a data e o horário para atendimento presencial.

A partir de segunda-feira (17/6), as agências da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS)/Sistema Nacional de Emprego (Sine) do Rio Grande do Sul disponibilizaram 7.912 vagas de emprego. Deste total, 7.369 são permanentes, 504 temporárias, 19 para Jovem Aprendiz e 20 para estágio. Entre as oportunidades, 184 são exclusivas para pessoas com deficiência e 5.439 aceitam candidatos com deficiência.

 

As vagas são atualizadas diariamente nas Agências FGTAS/Sine e a compatibilidade do perfil profissional do trabalhador com as vagas abertas é avaliada no momento do encaminhamento para a entrevista de emprego. Os interessados em se candidatar às vagas de emprego podem comparecer na unidade mais próxima com documento de identificação com CPF e foto ou acessar o aplicativo Sine Fácil. 

 

Confira aqui as unidades FGTAS/Sine: https://fgtas.rs.gov.br/agencias-fgtas-sine

Dúvidas

0800 570 0800

Lista de transmissão exclusiva

Copyright © 2021. All Right Reserved